Tha Master and the Worktable

Não raras vezes, e devido à esgotante e preenchedora profissão que tenho, tenho a necessidade de fazer serões até altas horas da noite, permanecendo sozinho no escritório. Imaginem um triste e só ser abandonado na perigosa e escura noite, trabalhando, escravizando os neurónios. Tudo na mais profunda das solidões. Como boa rapariga que é, a Mulher resolveu num destes dias visitar-me para me fazer um pouco de companhia. Depois de preparar tudo e deixar os miúdos com a Avó, lá foi ela para junto de mim. Foi com uma expressão de surpresa que recebi a sua chamada:

"- Anda-me abrir a porta que estou aqui!!"
"- Aqui??!?! Mas aqui onde!?!?" - perguntei eu com um tom admirado
"- Aqui na porta da tua empresa. Vim-te fazer companhia maridinho....."

Foda-se que eu já não conseguia parar de pensar no "barraco" que era se eu estava lá com outra!!! Mas, Mulher à porta, havia de a fazer entrar, e lá fui eu abrir-lhe a porta. Fomos então para o meu gabinete onde eu continuei a trabalhar, enquanto ela me observava emitindo certos sons parecidos com vocabulário, mas que eu não percebia, pois não estava minimamente interessado naquela conversa de mulher sobre sapatos, batons ou vestidos tons de lilás.
Após ter terminado o que estava a fazer, comecei a olhar para a minha longa e resistente secretária e pensei:

"- Foda-se! Esta merda é uma benção!!! Isto é uma cama sem lençois caralho!!!"

Foi assim que me comecei a encostar à Mulher e a beijá-la com tesão. Ela, como boa cabra que é, correspondia, e lentamente ia chegando o seu corpo ao encosto da bendita secretária. Beijo daqui beijo dali, a Mulher mete-me a mão dentro das calças e agarra no marsápio já teso, e de que ela tanto gosta. Acariciando-o por dentro das calças, eu não quis ficar atrás e começo a enfiar-lhe os dedos na rata húmida. Baixo-lhe as calças, ajoelho-me e sento-a na cadeira. Com isto chego a minha língua aquela gruta escorrida, onde lhe proporcionei um belo de um minete, ora lambendo ora sugando, ora rodopeando. Sempre que sentia a tesão a chegar-lhe mais alto, enfiava-lhe dois dedos bem fundo dentro da cona, ao que ela respondia com gemidos, como se de uma putinha se tratasse. Não resistindo ao tratamento VIP que lhe acabara de dar, a Mulher dá um berro, sinal de um intenso orgasmo que tomara conta dela.
Foi a vez de nos revezarmos, e comigo sentado na cadeira, ela mamou no meu pau cada vez mais duro. Ora lambia, ora mordiscava, ora metia-o todo bem fundo.
Mas eu não estava para mais demoras, a tesão já me estava a dominar e, sentei-a em cima da secretária, de frente para mim, abrindo-lhe as pernas. Num só gesto enfiei todo o meu pau bem no fundo da sua cona. Ela gemia a cada investida minha, e o entra e sai do meu pau, com as lambidelas e chupadelas que lhe estava  a dar nas suas boas mamas deram-lhe o seu segundo orgasmo.
Eu ainda estava ali para as curvas, e continuamos a nossa cavalgada pelo prazer. Ela apoiou os braços sobre a mesa, com uma perna apoiada no chão e a outra apoiada na cadeira. Aquela cona estava agora toda aberta para a minha visão e para eu fazer dela aquilo que bem me apetecesse. Eu comecei então a fodê-la por trás e a apalpar-lhe as mamas. Esta posição para mim é infalível e comecei logo a sentir o quentinho do leitinho a querer sair-me pela ponta.
Resisti, e fui fodendo bem fundo a cona da Mulher até que ela teve o seu terceiro orgasmo. (Não é exagero, não!!!) Sortuda!! Logo após, eu descarrego todo o leite quentinho bem fundo na sua cona, tendo eu também o meu momento de prazer. Foi uma esporradela monumental de leitinho quentinho.

"- Cabrão! Era na boquinha que mo devias ter dado!!!"

Depois de recompostos, ambos estavamos surpreendidos com a invulgar resistência da secretária, e a mesma ficou assinalada como um dos fuckpoints favoritos de ambos.

Ora digam lá que não foi uma boa surpresa da Mulher!?!?
(acho que melhor só se ela já aparecesse só com a lingerie por baixo do casaco)

17 comentários:

S* disse...

Uma querida. ;)

Zé das Cricas disse...

Mas que bela queca! Ainda bem que fazem a mobília resistente!

Boas fodas!

DoceSussurro disse...

Hot hot

:))

SmS disse...

Eu cá preferia 1 descrição da mulher no motel...

Ana disse...

Daqui retenho o termo "Marsápio" para chamar a dita cuja! lol

Obrigada pela visita ao blog. Não tão agradável como a da sua esposa, mas foi simpática.

Seduction Games disse...

Nossa, que delicia de blog...adorei tudo por aqui. E essa foto é linda...adoro cadeiras de escritórios! rsrs...

Beijos.

Balada da minha Alma disse...

Vim agradecer a visita no blog e avisar que andarei por cá mais vezes.
Beijocas.

EROTICAMENTE FALANDO disse...

Hum... adorei o blog... irei acompanhar as novidades atentamente!!!

Beijos meus são teus...

Profundo Olhar disse...

Tu mereces....Charmoso.....

Carla disse...

...não era do IKEA de certeza, a secretária, diga-se...

Deixo-te um beijinho sorridente :)

intimidades disse...

fantastico

Beijos
Paula

' Claudjinha disse...

wow! gostei... grande surpresa.

Suspiro do Norte disse...

Resistente essa secretária, hein??


Agora imagina lá se tavas acompanhado....

:)

Vânia disse...

Nunca menosprezes o potencial de uma mulher casada... Agora ficou o aviso.... Por isso...nunca leves OUTRA MULHER para o escritório de noite.


P.S.: Devias investir mais nos relatos "caseiros". São verdadeiramente "hot"...
Beijocas.

Isis Báthory disse...

OMG só tu para me pores a rir a esta do dia...

desejo disse...

Deliciosamente narrado.
Dasssssssssssss!

Anónimo disse...

Engoli...em seco!

Ass : Ice