Jornalistas

Não querendo de forma alguma generalizar, tenho em consciência que a maioria dos jornalistas a exercer são profissionais de fraca qualidade. Não faço a mínima ideia do que raio lhes ensinam nas escolas, mas quando leio jornais, revistas (e leio bastante, para ver se aprendo alguma coisinha), ou quando vejo entrevistas na televisão, fico chocado com a quantidade de lixo tóxico colocado no conteúdo de cada notícia, versus a quantidade infinita de informação útil que se poderia condimentar a cada uma delas. Nas entrevistas então é o degredo total. Chego até a pensar que a maioria das entrevistas é demasiado maquilhada! Onde estará a espontaneidade que deveria ser a arma de qualquer excelente profissional?
Desde que montei uma (na altura estudante) jornalista, fiquei com uma preconceito sobre a profissão, baseado na falta de carácter e de massa cinzenta da parolita.


Mas como em tudo, há bons e maus profissionais! No entanto não posso deixar de constatar na falta de qualidade que assombrou uma profissão que tanto influência a opinião das mentes menos betonadas.

Sem comentários: