Os (as) derrotados(as)


Na cabeça de quem perde há sempre culpas nos outros. Quanto mais o dedo apontam, mais desiquilibradas estão. Aliás, eu tenho uma teoria que diz que a educação de uma pessoa é proporcional à sua capacidade de aceitar as derrotas. Não passa de uma opinião, mas a vida tem-me ensinado isso. Eu próprio não sabia perder, mas hoje em dia tenho a inteligência emocional suficiente para o fazer.

Eu gosto é de apontar o dedo que tenho junto às virilhas ;)

7 comentários:

Libertya... disse...

Meu caro Charmoso,

Não querendo ser assim um tanto ou quanto ranhosa e, educada ou correcta vá, mas para quem começou como Os(As) derrotados(as) não deveria de manter o mesmo tempo verbal e coerência na parte em que se fala de mais desiquilibrada, ou seja, não lhe faltou algo? :P

Sem duvida que quando apontamos um dedo a alguém, corre-se o risco de ter sempre quatro voltados para nós...

Beijo libertyo


P.S. - Foi uma mera brincadeira com as palavras :D E o som que acompanha o blog... Um must!

Charmoso disse...

Libertya, agradeço o reparo. É pertinente lol e pode ficar a ideia que estou a comentar e a apontar.
Obrigado pela correcção ;)

Beijos com charme

Mysterious Slave disse...

Nunca culpei ninguém das minhas falhas, até porque desde cedo aprendi que após uma derrota vêm sempre duas vitórias.

Uma Rapariga Simples disse...

Transferência de culpas, a boa e velha transferência de culpas. Eu cá sou perfeita, se isto correr mal, já sabes de quem é a culpa. ;)

Charmoso disse...

Muito bem Mysterious Salve, uma bela filosofia ;).

As vitórias estão mesmo ali ao virar da esquina!

Charmoso disse...

Uma Rapariga Simples, de uma rapariga simples ninguém esperava outra coisa a não ser assumir as culpas ahahah

beijo grande

Uma Rapariga Simples disse...

Eu assumo sempre a culpa de tudo, até a que não tenho. :)

http://youtu.be/yNbVQQOEBxo