The more you get, the less you're in secret!

Desculpem...

Ter um blog há tantos anos e nunca ter começado pelo essencial...

A primeira coisa que devem saber sobre mim é que o meu nome não é mesmo Charmoso (jura!!!! - dizem vocês para vocês mesmos), mas que para o efeito, o nome adapta-se e serve. Não é que eu me considere um homem com charme, ter charme tem muito que se lhe diga, mas foi o nome que encontrei, e ficou. Ter charme é muito mais do que ter uma boa aparência, vestir elegante e falar correcta e fluentemente um português inacessível à maioria da população. É ter uma nível médio alto de cultura geral, não percebendo de nada em concreto, saber discursar acerca do básico de todos os assuntos. Adivinhar a outra pessoa também me parece uma característica importante,
Mas voltemos a falar de mim. Eu nasci em 1980, tenho portanto, à data, 29 anos muito bem vividos. Não sendo um especímen de 29 anos daqueles que vos faria parar o carro para eu passar na passadeira, considero que no global sou uma pessoa que desperta algum interesse. O minímo. O resto depende do meu discurso e atitude. É assim com todos, mas nem todos sabem usar a palavra como método de sedução.



Outrora compararam a minha vida à de Ray Charles Robinson (ver o meu outro blog), em que sem ter uns atributos fenomenais ia conseguindo as mulheres que desejava. Quem o disse não fazia ideia de como estava certíssimo. Eu acho que, tendo eu atributos mínimos, consigo ter quase todas as mulheres que realmente desejo. Sei que muitas pessoas me condenam quando entram no blog e pensam: tarado, pulha, traidor. Mas essas pessoas deveriam compreender que em algum ponto da minha vida, algo se deve ter passado para eu agir assim, porque, acima de tudo, considero-me uma pessoa em quem se pode confiar.
Pois, eu passo a explicar. Uma coisa é amor!! E amar, eu sei bem quem amo. Jamais deixaria a Mulher. Ela faz parte da minha vida, e é uma parte importante.Muito importante. Sei que ela é a minha melhor amiga, que me ouve, me percebe, me acarinha e que faz tudo para que eu me sinta bem. Ela é também a melhor gaja que alguma vez tive na cama, para além de ser, muito provavelmente, a mulher mais bonita que algumas vez vi em toda a minha vida.
Por outro lado temos o sexo. Sexo é sexo. É penetração, é adrenalina, é emoção. aventura... Todos percebem certamente o que é um vicio e que todo o vicio requer cura.

Aquilo que mais me excita nesta minha vida de D.Juan de meia tigela, acreditem, não é o sexo. Aquilo que realmente me faz sentir extasiado é o desconhecido. Saber quem estará por detrás daquele corpo. Saber como seduz. Para mim, tudo o que se passa para além dos preliminares é mero entretenimento. Dou imenso valor a tudo o que se passa antes.

E pronto, hoje ficaram a conhecer um pouco mais sobre mim, o D. Juan em Cuecas (este também dava um rico nickname)

48 comentários:

SmS disse...

Gosto mais do D. Juan de meia tigela...pr ser sincera.

Agora se ainda n tinham entendido que tens 1 maneira mt particular de "amar" a tua mulher...ainda vão a tempo.

Terapias Pra Neura disse...

Acredito que aches que ames a Mulher, e que nunca na vida passe pela tua cabeça em deixa-la...mas com a vida que escolheste ter vai haver um dia em que vai ser ela a deixar-te a ti!
E se é amor ou não só vais realmente saber depois...
Não responsabilizes um passado, ou algo que tenha acontecido para os comportamentos actuais, os vicios são opções tomadas por quem os apresenta. E o teu comportamento não é um vicio nem uma compulsão (isso seria se fosse o sexo em si, e ainda assim nao seria necessaria a traição), aquilo que vivencias é a necessidade constante da novidade.
Revela imaturidade e lamento dizer-te, mas falta de respeito.
O que fazes constantemente é permitir que meio mundo ridicularize a mulher que dizes amar.
Um dia que decidires assumir a vida e o tal Amor..procura ajuda!
Um beijinho

Carla disse...

Cá entre nós, qualquer nick que decidas usar assenta-te bem, apenas porque, será sempre apenas um nick...e um nick vale o que vale.
Quanto ao conteúdo, há muito que te percebi debaixo dessa carcaça repleta de ousadia e atrevimento.Os seres humanos são assim, todos sem excepção, nem todos somos apenas maus, nem todos somos apenas bons.Há que saber usar a dose certa, e é aí que muitas vezes escorregamos, porque nem sempre é fácil fazê-lo, ou mesmo, possivel...
Agora não me cabe a mim julgar, ou condenar as tuas acções e menos ainda o que aqui publicas, o blog é teu, posso gostar ou não do que leio, mas se não gosto nem comento...uso a minha lógica, que pode não ser muito boa mas é a minha, e é do alto dessa minha lógica que te comento hoje, porque gostei do que li e porque acima de tudo isso, gosto de ti, assim como és, cheio de qualidades e defeitos.

Beijinhos

Anónimo disse...

Ou seja...hoje assumiste verdadeiramente que és uma lixeira humana!

Marina Almeida disse...

tudo aquilo que pensei já foi dito por terapias pra neura.lol....acho k não valorizas o mais bonito da vida, e não t poes no lugar das pessoas que magoas porque certamente nunca te fizeram o mesmo, ou fizeram e usas isso como vigança tornando-t pior do que a pessoa que te magoou no passado. As pessoas têm sentimentos, têm personalidades e acho isso muito mais interessante de descobrir e de valorizar do que o sexo....mas quem valoriza depois não trata como lixo. A superficialidade não nos torna mais fortes se tás a procura de esconder uma parte fragil de ti dessa maneira. Torna-nos mais sozinhos.

Nanny disse...

Sabes que te lei-o, não com muita frequência, mas com regularidade... (se te dissesse que te lia com frequência estaria a mentir, porque nem ao meu blog vou com frequência, lol)... mas a realidade é que já te disse mais de uma vez, que por vezes me consegues surpreender com a profundidade de alguns textos em que te "destapas" e te "deixas ver"... diria mesmo que deixas ver mais de ti do que pensas... ;-)

A adrenalina da sedução, do desconhecido, não tem nada a ver com amar... são coisas perfeitamente distintas e compatíveis... não penses que és único, ehehehe... és capaz de ter assumido publicamente algo que muitos nunca fizeram, apenas isso!

Umas Boas Festas... allover, Sei Lá!

Nanny disse...

* leio

como é evidente não leva hifen... devia estar parva! :P

Anónimo disse...

A "Terapias Pra Neura" está coberta de razão. Toda a gente que lê o teu blog não pode deixar de sentir pena da que chamas "Mulher". E tu demonstras por ela um total desprezo, até mesmo falta de respeito. Calculo que não acharias graça se ela tivesse uma história para contar semelhante à tua...
Um dia vais cair em falso e ela acaba por descobrir.... aí então verás...

A.

Vontade de disse...

Chamo a isso imaturidade emocional. Falta de respeito pela Mulher. Falta de respeito pelo valor FAMÍLIA.

Anónimo disse...

Normalmente estes engatões de merda são os maiores cornudos. Já agora...sabes o que a tua mulher fez esta tarde!? :)

Anónimo disse...

Amar nao e isso!!!
Amar e estar ao lado de alguem nao porque se sente essa obrigacao,nao porque e comodo, nao porque fica bem..mas porque se prefere estar ali (com), do que alem com outra qualquer pessoa.
Nao e uma opcao, e uma certeza.

Paula

Lisa disse...

Charmoso antes de mais tenho de dizer que mais uma vez me supreendeste. Este post mostrou um pouco aquilo que realmente és, expos uma parte de ti e isso é algo dificil de fazer e muito mais assumir.

Eu conheço esta tua faceta e foi esta faceta que gostei de verdade.

Todos nós temos mascaras, carapaças, que usamos, seja na totalidade, seja apenas em certos momentos. São essas mascaras que nos permitem dar certos passos.

Em ti vejo esta mascara de Charmoso que por acaso te acenta que nem uma luva, porque efectivamente tens charme e sabes usa-lo.
Há quem tente, há quem ache que o tem e depois há quem discretamente e sem dar nas vistas o seja na realidade.
E tu és charmoso, sabes usar os teus atributos, sabes lançar os teus iscos e acima de tudo sabes seduzir uma mulher. E isso não é para todos, é para quem realmente consegue. ;)

Quanto ao que dizeste sobre a Mulher, não faço juizos de valor. E porquê?
Porque ja me foi dado a conhecer na minha pouca vida (que para muitos é demasiada) que os sentimentos são algo, dificil de definir e mais o é quando se fala de amor...
Há muitas formas de se amar alguem e se há coisa que não duvido é que ames a tua familia e principalmente a tua mulher.
Vi isso quando me mostraste o Charmoso para lá da mascara...
Mas lá está, esta é a minha opinião e vale o que vale.

Já a muito tempo atras uma pessoa disse: "Quem nunca pecou, que atire a primeira pedra..."
Esta é a frase que me vem a cabeça quando vejo anonimos a comentarem blogs e a fazerem juizos de valor.
E mais não digo...

Por fim, subscrevo o teu ultimo paragrafo. O grande poder da sedução é o desconhecido...

Cada um leva a vida como entende e parvo é aquele que não aceita essa realidade.

Libertya... disse...

confesso que o 2º nick...nada bonito, o primeiro sim.
uma coisa admiro, tiveste mais coragem que muitos, expondo-te assim,mesmo que por trás do nick Charmoso, é o que te identifica na blogosfera, sempre bem mais corajoso do que como anónimo.

como a Lisa bem mencionou, "quem nunca pecou, que atire a primeira pedra" e até lhe acrescento outra, "nós não somos ninguém para julgar alguém", dá basicamente no mesmo,para alguns, mas será mesmo que sim? não me parece.

os blogs são publicos, escrevemos o que queremos, e não me parece muito correcto lavar roupa suja desta maneira, há sempre vias privadas para isso, mas tal como disse, ou dei a entender, não critico ou julgo ninguém,mera opinião minha acerca.

o jogo de sedução de facto é o mais apelativo, mexe com a mente e o corpo vira "acessório", enquanto que a mente é poderosa... como só ela sabe ser.

bjs libertyos

Anónimo disse...

tu és é PANELEIRO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Anna disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anna disse...

Gostei da sinceridade! Não temos de nos compreender uns aos outros, mas sentimos uma certa necessidade de nos explicarmos.

Por aqui, somos mais personae do que personagens reais do quotidiano.
És, acima de tudo, um excelente contador de histórias! E essas, sem dúvida, têm o poder de agradar ou desagradar.
*

DoceSussurro disse...

1980...
Grande ano!
Quanto á sedução... isso é inato em algumas pessoas ;)

Beijinho*

Charmoso disse...

sms D. Juan de Meia Tigela tem muito que se lhe diga!! Seria a metade de cima, ou a metade de baixo? E quem faria o lugar da outra metade!?
Bom, sabes que eu tenho uma forma muito característica de amar, e podendo tu já te ter apercebido disso, a verdade é que nem toda a gente tem essa perspicácia!

Charmoso disse...

Terapias Pra Neura, desde já agradeço a tua participação que veio valorizar a minha caixa de comentários de uma forma clínica e profissional. Na verdade eu não escondo sentimentos, tudo o que sinto está escrito no texto. Não penso que amo, amo mesmo. E cada um tem a sua forma de viver. É óbvio que esta forma não é ortodoxa, nem agrada a todos, e nem todos estão em posição de a compreender, mas é mesmo assim! E não sou o único! Somos todos assim! A sociedade é que vem, com as suas regras, e domina-nos! Depois há quem se deixe dominar, ou não! Quem nunca pensou que relamente queria estar com outra pessoa?????

beijos

Charmoso disse...

Carla, tens uma lógica com bastante lógica. Seria bom que toda a gente te seguisse as pisadas. Como sabes tenho virtudes e defeitos. Nunca disse que trair é uma virtude. Faz parte dos meus defeitos! Mas faz parte de mim! E se faz parte da minha natureza, para quê deixar a sociedade dominar a minha natureza, right???

Charmoso disse...

anónimo, estás completamente enganado. Hoje não assumi nada. Tudo o que escrevi hoje já está escrito nas entrelinhas de cada um dos posts deste blog! Só o escrevi para que alguns, menos dotados intelectualmente, podem-se perceber hoje!!!

Charmoso disse...

Marina Almeida, não há aprtes frágeis de mim que eu tente esconder! Sou como sou, e tento dentro das minhas virtudes e defeitos ter uma vida plena! Falas tanto em magoar, mas de certeza que já ouviste dizer: olho que não vê, coração que não sofre!!
Imagina bem quantas pessoas têem de lidar com as suas próprias frustrações só porque se querem esconder daquilo que relamente são! Pois eu não sou assim!

Charmoso disse...

Nanny:
Frequentemente é uma boa regularidade para tudo menos para o sexo ;) Gosto sempre das tuas visitas e sei que és daquelas que realmente consegue ler os meus textos na superfície e nas entrelinhas (sim, porque eu escrevo muito mais nas entrelinhas do que na superfície!) Que motivos teria eu para não assumir quem sou, aqui, na blogosfera??? Sou apenas um homem que vive dentro dum blogue... beijos

Charmoso disse...

(A.), há sempre o risco de ser descoberto! Mas é um risco calculado! E eu sei bem quem amo, e disso não tenho dúvidas. Mas há coisas que estou muito para lá da compreensão de certas pessoas!

Charmoso disse...

Vontade De..., podes chamar tudo o que tu quiseres, o que não quer dizer que realmente o seja! Eu não me sinto atingido pelas tuas palavras porque eu, com as minhas atitudes e gestos que tu até podes condenar, dou valor à Mulher e à família!!! Respeito-os, estou sempre presente para eles, não lhes deixo em falta com nada, dou-lhes amor, carinho, amizade, educação, uma palavra amiga!! Agora diz-me quantos homens há no mundo que não traindo as mulheres dão tudo o que eu dou??? E qual dos dois desrespeita mais??

Boa pergunta não achas?

Charmoso disse...

Anónimo, por acaso sei, mas se não soubesse também não morreria por isso! Eu não sou daqueles que digo que nunca vou levar com um par de cornos. Posso levar! Mas apenas não afunilo a minha vida nisso! Os maiores cornudos, para tua informação, são aqueles e aquelas que acham que nunca vão ser traídos.

Charmoso disse...

Paula, sem querer entrar em choque com as coisas que disseste, que por acaso são muito bonitas, e davam um intenso inicio para um livro de romance, deixa-me que te diga que o amor é muito mais do que aquilo que descreves.
Nunca devemos fazer uma descrição superficial das coisas. Limita-nos e limta"-os"!! Será que com um bocadinho de esforço não consegues mesmo definir "AMAR"?

Charmoso disse...

Lisa, um comentário ao teu nível! Realmente, como acabei de referir anteriormente, os sentimentos têem uma definição muito mais complexa do que a própria definição da palavra pode mostrar! Além de que essa mesma definição pode variar de pessoa para pessoa, consoante as suas vivências, experiências e opções! Os sentimentos não provêem de uma ciência exacta. Se assim fosse só amaríamos uma pessoa, e sempre com a mesma intensidade, certo?

Charmoso disse...

Lybertia deixa-me começar por te dizer que um comentário anónimo não me faz qualquer tipo de "estrago". A coisa mais bela que há na vida é a diversidade de opiniões. Não me canso de repetir isto! Logo há que saber argumentar dentro das regras da educação a nossa posição, o que, infelizmente, não se verifica em todos os comentários. No entanto, tomo todos como válidos. Lá está a tal diversidade de personalidades que leva a uma diversidade na forma como encaramos o mesmo sentimento.
Nem todos reagem da mesma maneira ao insulto, nem à amizade, nem à agressividade. Porque teremos de reagir da mesma forma ao amor?

Charmoso disse...

Anónimo, apesar de teres uma participação pouco construtiva, deixa-me dizer-te que realmente, e apesar de não ter nada contra tal, não sou adepto de prácticas homosexuais! Já ponderei bem o assunto, pois gosto de viver através da experimentação, mas cheguei à conclusão que a homosexualidade não se enquadra no meu perfil. Caso tu aprecies, espero que te divirtas na realização das tuas mais secretas fantasias!

Abraço

Charmoso disse...

Anna, tens toda a razão, não temos de nos compreender, e com esta frase definiste tudo. Mas deixa-me esclarecer-te que tudo o que aqui é retratado corresponde à realidade, com as devidas alterações espaço-temporais.

beijos

Charmoso disse...

DoceSussurro: e eu faço orgulho de pertencer a esse grupo de algumas pessoas!

SmS disse...

Oh Charmoso...isso do ser a metade de cima ou de baixo elas que digam...ahahaha. É q tu pões praqui o mulherio todo ou a defender-te ou a chamar-te nomes.

Pois a perspicácia não é para todos...ambos sabemos disso.

O importt é que tenhas aqui revelado pouco...muito pouco de ti...mas que tenhas (pelo menos) tentado dar a conhecer esta tua forma particular de amar...hj uma, amanhã outra...mas tendo sempre a especial em casa...se é correcto ou n?! Eh pá é a tua maneira de agir...de ser...e há que aceitá-la mesmo que não estando de acordo.


Eu acho mesmo que conseguiste com este texto...por mta gente a nú. Pena que nem todos pensem antes de agir por impulso...


Valeu Charmoso...estou orgulhosa da tua jogada.

Kissinhos...ahahahah

Phoebe disse...

Fabuloso!
É a primeira vez que venho a este teu canto. Fez-me sorrir é bom entretenimento, tem conteúdo, faz-nos em anamnese rever partículas da nossa história pelo morte ou glória que nela haja e enfim, esta é a tua casa e não me cabe, nem ficaria bem deitar bílis sobre uma questão tão fundamental que sentiste dever partilhar e que exacerbou as hostes.

Intuo um homem que, no seu real ou melhor imaginário, me parece feliz.

Helás!

Um bom Ano.

Mª Teresa Antunes disse...

Ai e tal vou acabar com o blog. Ah e tal...

Malandro. Gosto muito de ver pessoas a julgaremm-te de lixeira humana. Mas quem é que não é assim?

Beijos e muito sexo! (Comigo não, não sou boa na cama.)

Anna disse...

Nesse caso, Charmoso, és uma espécie de Oscar Wilde dos tempos modernos, um contador de histórias reais, que consegue tirar de nós sorrisos, gargalhadas, gritos de indignação, etc, simplesmente retratando os nossos próprios vícios. :)

Profundo Olhar disse...

Charmoso,apesar de não concordar com a tua postura,não tenho que achar ou deixar de achar nada...afinal és o Charmoso,assumes o que fazes ,tens sentimentos,tens fragilidades,e entendo perfeitamente o Homem que és,sem nunca te ter conhecido.Respeito a pessoa que és ,e parece-me que tens por cá muitos leitores incomodados,mas antes isso que passar despercebido.

Um beijo e umas entradas repletas de charme..

Anónimo disse...

Psicóloga defende infidelidade masculina para ajudar casamento
Francesa defende em livro que homens sem casos extra-conjugais podem sofrer de «uma fraqueza de carácter»

A infidelidade masculina é boa para o casamento e deve ser praticada, garante uma das mais famosas psicólogas francesas, citada pela «BBC Brasil».

No livro «Les hommes, lamour, la fidélité («Os homens, o amor, a fidelidade»), que lançou recentemente, Maryse Vaillant refere que a maioria dos homens precisa do «seu próprio espaço» e que para eles «a infidelidade é quase inevitável».

De acordo com a autora, as mulheres podem viver uma experiência «libertadora» ao aceitarem que «os pactos de fidelidade não são naturais, mas culturais» e que a infidelidade é «essencial para o funcionamento psíquico» de muitos homens que não deixam por isso de amar as suas mulheres.

As declarações polémicas de Vaillant, divorciada há 20 anos, visam, segundo a própria, «resgatar a infidelidade», já que, assegura, «39 por cento dos homens franceses já foram infiéis às suas mulheres em algum momento da vida».

«A maioria dos homens não faz isso por não amar a sua mulher, eles simplesmente precisam de um espaço próprio», defende.

«Para estes homens, que são na verdade profundamente monogâmicos, a infidelidade é quase inevitável», sentencia.

A psicóloga vai mais longe ao afirmar que os homens que não têm casos extra-conjugais podem sofrer de «uma fraqueza de carácter».

«Eles são normalmente homens cujo pai era fisicamente ou moralmente ausente. Estes homens têm uma visão completamente idealizada da figura do pai e da função paternal. Não têm flexibilidade e são prisioneiros de uma imagem idealizada das funções do homem», conclui.

Anónimo disse...

charmoso. es um merdolas que tem uma pica pequenina. es frustado por isso. as gajas que fodem contigo sao claro está umas grandes PUTAS que nao jogam com o baralho todo. tu tens a mania que es borracho mas tem cuidado porque um dia vais estar a foder com uma e a levar na bilha doutra. ja andei com um corno como tu com a diferença de tu seres mais paneleiro. a tua mulher deve foder com metade da rua e tu passas pelos que a fodem com esse ar de corno a sorrir. vai lavar a pichota que ela cheira mal. gajos como tu metem nojo as duzias.

N.P.

e olha vai levar nesse cu filho duma grande puta

' Claudjinha disse...

AMEI este posting.

tens razão em TUDO o que dizes, mas concordo particularmente com a cena dos preliminares. é a parte que sabe melhor no sexo. é o prazer 'psicológico'. não interessa tanto o acto em si, se te vens ou nao no fim, mas sim o saberes que tas ali, a adrenalina do seduzir, os jogos de sedução, o flirt, e finalmente conseguires o que queres. é mais que uma cena física, é uma cena psicológica que te sobe o ego. e por mais físico e selvagem que seja o sexo, há sempre, sempre, sempre, essa importante componente que é a sensação psicológica!

sobre o "Sei que muitas pessoas me condenam quando entram no blog e pensam: tarado, pulha, traidor.". devo dizer.-te que também calculo nque muita gente me condena quando entra no meu blog e pensa "que cabra, que puta, que oferecida", mesmo que eu nao fale assim tanto de sexo nem tao explicitamente como tu. no entanto, comigo essas palavras/pensamentos/julgamentos são mais fortes e mais ofensivos, porque a sociedade vê a gaja que age "assim" como, lá está, uma puta e um exemplo a definitivamente nao seguir. já tu, és um dom juan :P

nao penso nada disso quando entro no teu blog e até devo dizer, gosto muito e admiro que tenhas a coragem de expor assim as coisas.´

PARABENS e continua.

Corset disse...

o que tem piada num affair, relacionamento, namoro, o que quer que seja, não é o sexo em si. Ele constitui "apenas" a coroação de tudo o que se passou para trás: o melhor - o flirt, os olhares, todos os momentos e detalhes de sedução que nos dão aquela adrenalina deliciosa! O sexo é apenas a cereja no topo do bolo, sabe bem e fica ainda melhor, mas não é tudo :)

Sou nova aqui ;) disse...

Tinha de deixar comentario. Adoooro ler conselhos de gajas como a das "terapias pa neura" e coisas do genero. Normalmente sao as que tem o maior par de cornos. A adrenalina, o vicio e o desconhecido,nunca serao por este tipo de pessoas conhecido.Ainda bem, ha coisas que sao exclusivas. Percebo te perfeitamente, encontro me na mesma situaçao e ja nem me lembro com aqui vim parar.

Marrie disse...

Resumindo, um viciado na arte da sedução! Se isto é um pecado? Vai depender do teu alvo, pois não? rs
bjs e feliz ano novo

Anónimo disse...

No que te meteste tu, Homem?
com este post puseste a nu a tua essência já há muito detectada por mim.
Outra coisinha. Cada qual é como é. Tu és assim, não concordo com a tua postura mas também não condeno. Tu pertences à classe dos homens infieis, que se dizem amar a esposa, acredito se tu o dizes,que bem tratam as amantes mas que nunca abandonarão o lar. Aisso não sei se chame de amor...

amigo, já pensaste se o feitiço se volta contra o feiticeiro e se tu sem o quereres , comeces a nutrir o sentimento especial, o amor, por outra mulher?
que farias tu nessa situação? perpetuarias a mentira ou serias corajoso de abandonar o barco em prole de um outro amor que fale mais alto. É que isso às vezes acontece, e olha que não é só aos outros.
beijinho em ti e tal como digo sempre, juizo.
Antónia Ferreirinha

desejo disse...

Estou estupefacta com os comentários do anónimo.
Não comento mais nada.
É a primeira vez que visito o teu blog, gostei, venho cá espreitar-te e, lamento que este gajo seja aquilo que bem descreveste num dos posts, "cabrão".

Diana

desejo disse...

Estou estupefacta com os comentários do anónimo.
Não comento mais nada.
É a primeira vez que visito o teu blog, gostei, venho cá espreitar-te e, lamento que este gajo seja aquilo que bem descreveste num dos posts, "cabrão".

Diana

Anónimo disse...

Nunca pensei encontrar tanto falso moralismo concentrado em tão poucos cm2!!! Lololol e não falo do teu post mas dos comentários dessas donzelas com perfis na sua maioria aspirantes a "Putas na cama e Senhoras à mesa" ...com a lata de acharem q podem opinar sobre o q consideram "amares a tua esposa"...realmente HILARIANTE! Não sei afinal, q raio andam ou andavam aqui a fazer mas sugeria q virassem catequistas em vez de "ninfetas" seriam certamente mais credíveis e bem aproveitadas! ;)

Quanto ao post (sim pq afinal eu vinha comentar o post) acho q em certas partes está desactualizado! :P

Ass : Ice

Anónimo disse...

É oficial... Estou viciada.