OBRIGADO


Não há palavra que para mim envolva mais submissão do que o "obrigado"! Digo-o sempre por uma questão de educação, mas quando alguém a utiliza para comigo, encaro-a de uma outra forma. Encaro como que uma barreira entre mim e essa pessoa. Encaro como uma forma que a outra pessoa utilizou para corresponder à obrigação de agradecer. Em vez de um "obrigado" eu cá prefiro sempre a atitude mais pro-activa de esperar pelo dia em que um gesto por muito simples que seja venha demonstrar agradecimento.


Habemus papa (que raio quer dizer esta merda que eu escrevi só para me armar que sei escrever Latim mas que na realidade não percebo um boi?!?!?!?!?!?!?!?)

5 comentários:

Valéria disse...

Ao fim de algum tempo sem te visitar, voltei e verifiquei que continuas com a mesma qualidade nos teus textos e com umas belas imagens.
Beijos de Paris.
Valéria

S* disse...

Melhor que agradecer, é corresponder às expectativas que os outros têm de nós.

Cor do Sol disse...

Olha, cala-te...tá bem? :P

Lakshmi disse...

É preciso testar o azedo para se valorizar o doce...
O mesmo se aplica ao experimentar a indiferença para sentir o sabor de um agradeçimento!

SmS disse...

Olha eu tb digo sempre obrigada :)


Eu, se soubesse latim, explicava-te essa cena do habemus papa...até te diria q habemus é a 1ª pessoa do plural de tal verbo e tal...mas cm n sei...n explico

ehehh